O mercado mobile nunca esteve tão em alta. Nos dias de hoje, o número total de linhas móveis, no mundo, já é superior a 5 bilhões, o equivalente a 70% da população mundial. Em 2009, foram vendidos mais de um bilhão de aparelhos. Só no Brasil, foram vendidos cerca de três milhões de smartphones em 2010, e foram registradas cerca de 206 milhões de linhas ativas.

Visto isso, não resta dúvida de que hoje em dia, não basta ter um bom site, criado para o ambiente desktop (os PC’s). É preciso se adaptar também a outras plataformas, visto a enorme variedade de aparelhos celulares, smartphones e tablets.

Pensando nisso, identificamos cinco passos que são importantes para desenvolver um website voltado para a plataforma mobile. São elas:

1. Simplifique

Apesar da grande evolução dos aparelhos, com telas maiores, navegadores mais robustos e acesso à internet com maior velocidade, esse tipo de plataforma ainda tem suas limitações, que são de natureza tecnológica ou física. Nesse ambiente, a “reserva de boa vontade” dos usuários, conceito que Steve Krug identifica em seu famoso livro sobre usabilidade, “Não me Faça Pensar”, é bem menor do que se estivessem navegando em seu PC ou note/netbook. Por isso, é importante condensar tanto o conteúdo do site, com textos claros e objetivos, quanto os recursos utilizados, como scripts, animações e imagens em excesso. Um site simplificado e otimizado para plataformas móveis, garante um tempo menor de carregamento de página, correndo assim um risco bem menor de esgotar a reserva de boa vontade de sua audiência.

2. Seja Clean

Layouts com vários detalhes e elementos visuais impactantes podem funcionar, mas é inegável que um layout clean, com uma interface limpa e clara, otimiza a navegabilidade de seu site. A leitura, em geral, fica mais fácil, deixando assim seus visitantes mais confortáveis para navegar sem cansar a vista, por exemplo.

3. Interface, Interface, Interface

Em qualquer projeto para a web, é importante projetar uma interface pensando no usuário. Para sites em plataformas mobile, isso é mais importante ainda. Uma interface bem projetada, que busca a simplicidade no seu uso, e identificando quais são os elementos mais importantes, ajuda os visitantes a navegar com naturalidade e facilidade.

4. Layout Fluido

Antes haviam só os celulares convencionais. Depois vieram os smartphones. Agora, as tablets. Lidamos todos os dias com diferentes aparelhos que apresentam diferentes tamanhos de tela. Por isso, construir um site com um layout fixo pode comprometer o aproveitamento de espaço. Um layout fluido, que se adapta conforme o tamanho da tela, pode resolver esse problema. Outra alternativa também, mas que requer um esforço muito maior, é criar uma versão do site com um layout diferente para cada tipo de aparelho.

5. Plataforma diferente, foco diferente

A internet móvel tem uma dinâmica diferente da convencional. Ela pode ser acessada em inúmeros locais, nas mais diversas situações. Pode ser dentro de um ônibus ou metrô, a caminho do trabalho. Também pode ser em um restaurante, durante uma refeição. Ou em um shopping. Ou até mesmo dentro de uma loja. Nesse momento, saber o que o usuário provavelmente procuraria em seu site, é crucial. Seus visitantes terão pressa em acessar o conteúdo que buscam. Com isso, faz sentido deixar em evidência o que é importante para eles nesse momento. Por exemplo, se você possui uma loja que tem um catálogo online, provavelmente o que seus visitantes irão procurar, quando acessarem seu site através de celulares ou tablets, será o catálogo. Portanto, para eles, ter acesso direto, assim que entram em sua página, é muito mais conveniente do que procurar por ele.

Dados desse post via: ITWeb e Midiatismo

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

Notify of
avatar
wpDiscuz